3. PROCESSO DE EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE

EDUCAÇÃO PERMANENTE O QUE É ISSO?

A questão da Educação Permanente em Saúde na abordagem da Cruz Vermelha RS representa uma redefinição pedagógica para o processo educativo, que coloca o cotidiano hospitalar – contemplando também os aspectos específicos da formação dos profissionais de saúde – em análise.

É através desta gestão processual permanente da educação que são constituídos laços lógicos entre as relações concretas que operam realidades, e que possibilitam o surgimento de espaços coletivos, para a reflexão e avaliação pragmática dos atos produzidos no
dia-a-dia hospitalar.

A Educação Permanente em Saúde, deve, ao mesmo tempo garantir a atualização cotidiana das práticas segundo os mais recentes aportes teóricos, metodológicos, científicos e tecnológicos disponíveis, e, além disso,  inserir-se em uma necessária construção de relações e processos que considerem equipes em atuação conjunta, – implicando seus agentes –, às práticas organizacionais, – implicando a instituição. Características do Processo de Educação Permanente em Saúde preconizado pela Cruz Vermelha RS:

♦ Tem um caráter multiprofissional
♦ Possui enfoque nos problemas cotidianos das práticas das equipes de trabalho no ambiente hospitalar
♦ Deve ser inserida de forma institucionalizada no processo de trabalho, gerando compromissos entre os trabalhadores, os gestores e os usuários para o desenvolvimento institucional e individual de todos
♦ Objetiva transformações/melhorias das práticas, técnicas e ações sociais
♦ São utilizados modelos pedagógicos centrados na resolução de problemas, por meio de supervisão dialogada, oficinas de trabalho, realizadas no próprio ambiente de trabalho
♦ Possui desenvolvimento contínuo, contextualizado dentro de um projeto de consolidação e desenvolvimento do processo de gestão hospitalar das instituições parceiras da Cruz Vermelha RS